Que bom que você veio!

A internet é um lugar incrível. Meio praia, porque reúne todas as tribos, meio coração de mãe, porque "sempre cabe mais um" - mesmo que você não use aquele desodorante da antiga propaganda... E-mail cá, e-maile-eu aqui. Utilizando um meio de comunicação que atinja todas as pessoas... Que quiserem serem atingidas! Acertei?

domingo, 10 de fevereiro de 2008

Das coisas que eu não digo


Que quero, se não quero. E vice-versa.
Que é burrice o que o outro diz. Ou faz...
Aquilo que é dispensável que se saiba.
Quando estou me saturando.
O que me assusta.
O que me dói profundamente.
O que sei que vai humilhar.
O que escondo de mim.

6 comentários:

paula barros disse...

Fiquei pensando em mim. É assim, o importante é saber o que dizer e para quem dizer, e é o difícil. Também é inteligente quem sabe calar, em alguns momentos.
Vou ficar refletindo

Fabi disse...

Muitas vezes acabo falando o q não devo, e pior, pra quem não devo...
E isso é péssimo. Em alguns casos dói mais na gente do que no outro.
Essa boca grande (e libriana) se ser sincera é osso! rsrs

Edson Marques disse...

Do que se deve dizer e desdizer... rs!

Adorei o teu texto metafórico e profundo.

/// Abraços, flores, estrelas..

In pressões disse...

Paula, também penso em mim quando leio o que os outros escrevem. As semelhanças da gente são tantas e tão sutis, que eu não me conformo com as coisas ruins que fazemos com o outro...

In pressões disse...

Fabi, minha amiga, o que escrevi cabe uma complementação libriana: "das coisas que eu não digo... a menos que me perguntem! ;-)

In pressões disse...

É mesmo! ;-) Oh poeta, como faz bem teu elogio! E sempre abraços e flores e estrelas!

Pedro falou, tá falado!

E ele diz do alto de seus oito anos:

- Mãe, tirando gente, qual a coisa que vc mais gosta? Igual a armário, flor, montanha?

- Pode ser música? - Ela responde perguntando.

- Pode.

- E vc? (Mãe de curioso, curiosa é...)

- Eu gosto de morcego. E de Tecnologia.



- Sexta é dia de brinquedo! - Comunica o atarefado virginiano para sua avó.

- Tem certeza?

- Tenho sim, a professora falou.

- Vc já está na terceira série... Até quando vc vai levar brinquedo?

- Acho que vou levar brinquedo até a faculdade.

E eu desejo que vc queira brincar por toda a vida...

- Mãe, vi um homem tão feio na rua! Ele tava inteiro tatuado nas costas, nas pernas, nos braços e nos dedos das mãos. Fiquei com vontade de cantar pra ele:

"Quando Deus te desenhou, ele tava sem borracha, sem apontador e com o lápis sem ponta..."




Mãe, posso ver o DVD que vc me deu na Páscoa?
Pode. Mas não foi o Coelho que te deu?

- Não. O coelho de Páscoa só dá ovo. Presente dá vc e o Papai Noel no Natal...



E ele lê o recado da agenda pra mãe, muito solícito:

"Trazer para a próxima aula uma foto 3 vezes 4,

recente"...

Ensinado a tocar flauta doce: "Você tem que prestar atenção e colocar os dedos nos edifícios certos..."

Perguntas "básicas": De onde sai a teia da aranha, da laringe? Qual a coisa mais saudável do mundo?



O que realmente importa: (depois de ter retirado o aparelho ortodôntico fixo) "agora sim vc vai poder apertar minha bochecha e eu vou poder comer chiclete!"



Explicando porque não queria brincar com a garotinha: "tenho vergonha de brincar com meninas do sexo oposto"



Mãe, vc é de que signo? Peixes ou Camarões?

Por que os malucos gostam de arte?



- Mãe, por que o Presidente da República é rico?

- Ah, sei lá... Porque ele ganha muito dinheiro...

- E por que ele ganha muito dinheiro se ele não faz nada?

Comentário sobre a matéria do Fantástico, a respeito do sumiço do Belchior: "mãe, olha o Gopal!"



De que adianta lactobacilos vivos, se quando a gente agita o yacult eles morrem todos?



Mãe, explica EXATAMENTE o que é fé.