Que bom que você veio!

A internet é um lugar incrível. Meio praia, porque reúne todas as tribos, meio coração de mãe, porque "sempre cabe mais um" - mesmo que você não use aquele desodorante da antiga propaganda... E-mail cá, e-maile-eu aqui. Utilizando um meio de comunicação que atinja todas as pessoas... Que quiserem serem atingidas! Acertei?

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Os invisíveis

Eu ia escrever sobre um menino de 10 anos que roubou um carro numa concessionária de São Paulo. Ele estava brincando à tarde dentro de um dos carros e o funcionário mandou que ele saísse. O menino informou: "de noite eu vou roubar teu carro". À noite, ele e dois adolescentes fizeram o prometido. Arrancando em alta velocidade, foram perseguidos por um policial à paisana, que estranhou aquela criança dirigindo. Mesmo com o banco bem pra frente, ele mal alcançava os pedais. Tanto o policial quanto o apresentador do programa sorriam ao descrever o caso "pitoresco" e a "façanha" do pequeno ladrão. Pequeno mesmo; ele tem 1,12 e menos de 25kg, se não me engano. Meu filho vai fazer 10 anos em poucos meses, tem 1,37 e 35 quilos. Aquele moleque que roubou um carro com 10, poderá matar com 15 e morrer com 20, tem quase a mesma idade do meu filho. Esta criança, que se cruza comigo na rua, vai me dar medo, estava brincando e quis aparecer para aquele adulto. Só assim mesmo para poder ser enxergado... É a pobreza sufocando.
Então, à noite, a Fátima Bernardes me informa que o Michael Jackson estava internado no hospital e que havia rumores de que ele tivesse morrido. Pensei, "que publicidade bizarra! Pra que isso, se os ingressos pra turnê já estavam esgotados?"
Quando o Bonner falou "Michael Jackson está morto", eu fiquei arrepiada. "Impossível", pensei. "A Globo deve ter errado". Não tinha.
Um dia, na hora do recreio alguém veio com um disco de um rapaz negro, de paletó branco e do lado de um filhotinho de tigre. Fiquei de olho e gostava da música e da dança, mas, confesso que do alto dos meus 10 anos, aquela risadinha do Vincent Price, o olho amarelo do Michael e sua cara de monstro, não me eram tão engraçados assim... Mas fui gostando cada vez mais e os clipes da década de 90 eram minhas atrações preferidas no Fantástico enquanto eu não tinha MTV. Black or White e aquele com o Eddie Murphy e um monte de gente famosa eu amo!
E os escândalos? E a nova cara, nova cor, as "excentricidades"? Ridículo, patético, desnecessário - ele era um gênio! - e doente. Ele morreu sozinho. É a riqueza (e as dívidas) sufocando?
Não. Pra mim, o que sufoca não é a falta ou o dinheiro. É ser invisível para o outro. Ninguém vê aquele menino roubando atenção e dirigindo em disparada. Ninguém viu aquele menino-Peter Pan "bizarro". Não é à toa que ele entrou pro Guiness Book com o álbum mais vendido de todos os tempos - 109 milhões de cópias que duvido serão superadas nesse jeito irreversível de ouvir música, o download - dançando como um zumbi. Era um autorretrato...

8 comentários:

JAMES PIZARRO disse...

Verdade !
É patético ver agora quem lhe criticou impiedosamente em vida estar elogiando post-morte. E mais : ganhando dinheiro em cima do cadáver de um gênio doente.
É uma sociedade proca mesmo (com as devidas desculpas aos suínos).

Bj

James Pizarro

Silvia disse...

Oi, Harete, sua visão é bem a realidade. Muito polêmico esse MJ... bjs

In pressões disse...

Ah Prof., é tanta sujeira que dói...

In pressões disse...

Ai Silvia, ele fazia parte da minha trilha sonora... É triste demais...

Fabi disse...

Eu nunca fui muito fã do MJ, mas reconheço sua genialidade. Tinha uma musicalidade muito acima da média.
É uma pena que a doença tenha de certa forma, encobrido tanto talento.
Mas enfim, c´est la vie.

Bjo amiga !

Lelli Ramz disse...

Querida, vc viu a continuação da história deste menino...? Ele foi pedo roubando um mercado.. e tem 12 e não 10 cokmo disse antes..e agora foi para a Fundação Casa...

Agora... MJ.. jah foi... algo temos q reconhecer... ele era bom no que fazia...:

Dançar e Cantar!

o restante??? eh sempre resto...

Bjinhus Lelli

In Pressõs disse...

Ai Fabi... Eu era... To triste...

In Pressões disse...

Oi Lelli! Não vejo diferença entre 10, 12 anos, 33 ou 35. É tudo muito triste... Mas obrigada pela visita!

Pedro falou, tá falado!

E ele diz do alto de seus oito anos:

- Mãe, tirando gente, qual a coisa que vc mais gosta? Igual a armário, flor, montanha?

- Pode ser música? - Ela responde perguntando.

- Pode.

- E vc? (Mãe de curioso, curiosa é...)

- Eu gosto de morcego. E de Tecnologia.



- Sexta é dia de brinquedo! - Comunica o atarefado virginiano para sua avó.

- Tem certeza?

- Tenho sim, a professora falou.

- Vc já está na terceira série... Até quando vc vai levar brinquedo?

- Acho que vou levar brinquedo até a faculdade.

E eu desejo que vc queira brincar por toda a vida...

- Mãe, vi um homem tão feio na rua! Ele tava inteiro tatuado nas costas, nas pernas, nos braços e nos dedos das mãos. Fiquei com vontade de cantar pra ele:

"Quando Deus te desenhou, ele tava sem borracha, sem apontador e com o lápis sem ponta..."




Mãe, posso ver o DVD que vc me deu na Páscoa?
Pode. Mas não foi o Coelho que te deu?

- Não. O coelho de Páscoa só dá ovo. Presente dá vc e o Papai Noel no Natal...



E ele lê o recado da agenda pra mãe, muito solícito:

"Trazer para a próxima aula uma foto 3 vezes 4,

recente"...

Ensinado a tocar flauta doce: "Você tem que prestar atenção e colocar os dedos nos edifícios certos..."

Perguntas "básicas": De onde sai a teia da aranha, da laringe? Qual a coisa mais saudável do mundo?



O que realmente importa: (depois de ter retirado o aparelho ortodôntico fixo) "agora sim vc vai poder apertar minha bochecha e eu vou poder comer chiclete!"



Explicando porque não queria brincar com a garotinha: "tenho vergonha de brincar com meninas do sexo oposto"



Mãe, vc é de que signo? Peixes ou Camarões?

Por que os malucos gostam de arte?



- Mãe, por que o Presidente da República é rico?

- Ah, sei lá... Porque ele ganha muito dinheiro...

- E por que ele ganha muito dinheiro se ele não faz nada?

Comentário sobre a matéria do Fantástico, a respeito do sumiço do Belchior: "mãe, olha o Gopal!"



De que adianta lactobacilos vivos, se quando a gente agita o yacult eles morrem todos?



Mãe, explica EXATAMENTE o que é fé.