Que bom que você veio!

A internet é um lugar incrível. Meio praia, porque reúne todas as tribos, meio coração de mãe, porque "sempre cabe mais um" - mesmo que você não use aquele desodorante da antiga propaganda... E-mail cá, e-maile-eu aqui. Utilizando um meio de comunicação que atinja todas as pessoas... Que quiserem serem atingidas! Acertei?

sábado, 1 de maio de 2010

Quem sou eu?

http://www.vitalves.com/2010/02/quem-sou-eu-martha-medeiros.html

Respondendo a pergunta acima, feita pela Martha Medeiros, mas também para Rebeca, de onde descobri a brincadeira.

"Sou mãe. Maternal. Amiga. E fêmea. Fatal... Sou engraçada. Irônica. Inteligente. Sou gente! Sou família. Sou festa. Sou bebida. Sou comida. Sou gulosa. Sou ar, sou céu, sou sua, sou lua e estrela. Sou cheia. Sou impaciente, agitada. Sou plugada! Sou blogueira, sou orkut, 140 toques. Sou falante. Noveleira. Sou chique. Sou out. Sou kitch. Sou querida, sou esquecida, sou maluca. Sou Gentileza. Sou Marina Silva. Sou santista. Sou trabalhadora árdua e minha seara é a loucura. Sou única. Sou mil. Sou Fernando Pessoa, Lisboa, Madredeus. Sou flamenco, sou cajon, sou Callas, Carmem, um pássaro rebelde, sou Quebra-Nozes, Fada Açucarada, Ana Botafogo, Isadora Duncan, Zélia Duncan, Martinália. Sou Mutantes, Rita Lee, Bethânia, Chico, sou Legião. Sou anos 70, 80, 90 e 2 mil. Sou Lady Gaga, Madonna, The Cure. Sou Balão Mágico, algodão doce e brigadeiro. Sou mousse de chocolate, sushi, sashimi, molho curry, homus, gengibre. Sou canela, sou café forte, sou pão com manteiga. Pau pra toda hora. Sou cotidiano, sou peso nas costas, sou ônibus. Sou RPM, caminhada na praia, por-do-sol. Sou 6 da manhã e uma também. Sou estressada e sem empregada. Sou sonho, desejo, perfume gostoso, sou cheiro de chuva. Sou flores, buquês. Sou pequena. Sou morena. Sou desligada. Sou transparente. Sou romântica. Sou inteira. Sou gato no colo. Sou livro, palavras. Sou histórias. Sou cinema. Sou escuro. Sou faz-de-conta, sou gloss, tinta no cabelo, pé e mão. Sou sapato e bolsa. Sou bijou e joia. Sou insegura, sou 5º andar, sou no meio da rua. Sou Elisa Lucinda, Eva, Fabiana e Tacianna. Sou pitanga, uva, morango e manga. Sou Morfeu e Psiquê, sou Dolto, Winnicott e Piaget. Sou normal? Sou um pouco de você."

16 comentários:

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Harede,

Que maravilha ficou o seu "eu sou". Todos nós temos um pouco de cada um, por isso somos irmãos nos gostos, nas vontades, somos família até na vaidade.

Que lindo, adorei!

E tem outra brincadeira lá no blog, depois responde?

=]

Beijo imenso, menina querida.

Rebeca

-

In Pressões disse...

Brigada Rebeca, que bom que gostou! Depois que postei, me deu um frio na barriga... Poucas vezes me senti tão exposta!

Wilson disse...

Bom dia com carinho

O outono, embora visto e sentido de várias maneiras diferentes, nunca deixa de ser um tempo de renovo.

Obrigado por participar com a gente.
Um abraço carinhoso e ótima semana!

In Pressões disse...

Obrigada Wilson!

Mari Amorim disse...

Olá!!!,
Linda participação,desculpe-me.só pude vir hoje,o que mais gosto nesta interação,são as poesias belíssimas,em forma de estação.
http:/sempretensoesamorcontos&causos.blogspot.com/
Boas energias
Mari

Espaço Aberto disse...

Você que participou da nossa 1ª Postagem Coletiva, não pode perder a entrevista com a nossa amiga Vivian.

Conheça também o vencedor do Sorteio do Livro de Poesias!

Muitas surpresas ainda estão por vir em nosso Espaço Aberto!

Contamos com você!

Poeta Mauro Rocha disse...

Ola!! Eu sou a "metade do inteiro"

Ótimo realmente o seu "Eu sou"

Um abraço!!

In Pressões disse...

Brigada Mari e Poeta Mauro!

Poeta Mauro Rocha disse...

Feliz dia das mães e peço emprestado esse poema do nosso poeta maior e faço essa homenagem:


Para Sempre

Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.

Carlos Drummond de Andrade

In Pressões disse...

Nossa Mauro, que lindo! Adorei! Obrigada!

Fabi disse...

Essa Fabiana sou eu ?!
AMEI ser um pouquinho em vc !!
Orgulhosa e lisongeada eu fiquei !!
Estar em vc é para poucos e bons !! ;-)

Bjk

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Esse trailer do documentário Babies simplesmente mexeu comigo demais. Se todos parassem, pelo menos um vez por dia, e vissem um mundo novo saído do cueiro, simplesmente teriam vontade de levar pra casa e cuidar. Essa comparação cultural que Thomas Balmes dirigiu, apenas mostra que pra fazer a esperança surgir, primeiro temos que fazer nascer o puro dentro de nós. São crianças de diferentes partes do globo: Namíbia, Mongólia, Japão e Estados Unidos.


O que acho super válido nessa vida é multiplicar a utopia de um mundo melhor.

Piegas? É nada....

http://www.youtube.com/watch?v=1vupEpNjCuY

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

In Pressões disse...

Fabi, amiga! Claro q é vc! Forever!

Daniel Hiver disse...

Tenho a impressão que sou a metade quando a outra metade não faz a menor falta. Sou um dueto. Voz de homem e mulher que se encaixam perfeitamente. Sou dia e noite e me sinto melhor quando está nublado. Sou creme de ervilhas com bacon. Duas bolas de sorvete de passas ao rum. Sou quieto no meu canto. Gosto da cidade e do campo. Sou anos 70 e 80. Sou o cara que olha para os lados para ver se ninguém está olhando quando eu falo sozinho. Sou um indefinido, indeterminando. Meio louco e gosto do inverno.
Sou um cara que não se aproveita muito. Mes se me deixarem falar é capaz que gostem do que eu tenho para dizer. Olho por detrás dos olhares. Posso entrar na substância da alma se não desviar o olhar. Posso falar a verdade, mas provavelmente vou precisar de um caminhão de paalvras a mais do que ele outro cara que fala secamente.
Sou complexo e não espero de mim a menor coerência. Sou parceiro e faço tudo por um amigo. Mas me irrito quando sou ignorado e sinto que deixaram de fazer por mim o que eu faria. Eu sou um livro de poesia. Um DVD de comédia romântica. Eu sou capaz de sentar na pontinha da lua minguante e pescar os peixinhos de ouro do livro do Gabrile Garcia Marquez. Eu sou gaucho. Mas gosto das praias de Santa Catarina. Dizem com razão Santa e Bela Catarina. Nunca namorei nenhuma Catarina, mas tenho um caso de amor com o ato de escrever a esmo.

In Pressões disse...

Sem palavras Daniel... qdo eu as achar, deixo-as no seu blog...

Daniel Hiver disse...

Não sei por que mas ao ler isso, me deu uma vontade de escrever algo a meu respeito. Tem tantas coisas que sou. Outras que gostaria de ser. Mas isso é assim. 140 toques é... mais ou menos a minha velocidade. Quase sai fumaça. rsrsrsr

Pedro falou, tá falado!

E ele diz do alto de seus oito anos:

- Mãe, tirando gente, qual a coisa que vc mais gosta? Igual a armário, flor, montanha?

- Pode ser música? - Ela responde perguntando.

- Pode.

- E vc? (Mãe de curioso, curiosa é...)

- Eu gosto de morcego. E de Tecnologia.



- Sexta é dia de brinquedo! - Comunica o atarefado virginiano para sua avó.

- Tem certeza?

- Tenho sim, a professora falou.

- Vc já está na terceira série... Até quando vc vai levar brinquedo?

- Acho que vou levar brinquedo até a faculdade.

E eu desejo que vc queira brincar por toda a vida...

- Mãe, vi um homem tão feio na rua! Ele tava inteiro tatuado nas costas, nas pernas, nos braços e nos dedos das mãos. Fiquei com vontade de cantar pra ele:

"Quando Deus te desenhou, ele tava sem borracha, sem apontador e com o lápis sem ponta..."




Mãe, posso ver o DVD que vc me deu na Páscoa?
Pode. Mas não foi o Coelho que te deu?

- Não. O coelho de Páscoa só dá ovo. Presente dá vc e o Papai Noel no Natal...



E ele lê o recado da agenda pra mãe, muito solícito:

"Trazer para a próxima aula uma foto 3 vezes 4,

recente"...

Ensinado a tocar flauta doce: "Você tem que prestar atenção e colocar os dedos nos edifícios certos..."

Perguntas "básicas": De onde sai a teia da aranha, da laringe? Qual a coisa mais saudável do mundo?



O que realmente importa: (depois de ter retirado o aparelho ortodôntico fixo) "agora sim vc vai poder apertar minha bochecha e eu vou poder comer chiclete!"



Explicando porque não queria brincar com a garotinha: "tenho vergonha de brincar com meninas do sexo oposto"



Mãe, vc é de que signo? Peixes ou Camarões?

Por que os malucos gostam de arte?



- Mãe, por que o Presidente da República é rico?

- Ah, sei lá... Porque ele ganha muito dinheiro...

- E por que ele ganha muito dinheiro se ele não faz nada?

Comentário sobre a matéria do Fantástico, a respeito do sumiço do Belchior: "mãe, olha o Gopal!"



De que adianta lactobacilos vivos, se quando a gente agita o yacult eles morrem todos?



Mãe, explica EXATAMENTE o que é fé.